...

Logo

As viagens de Oliva

I.S.B.N: 978-85-61326-56-2

Disponibilidade: Em estoque

Nº de Paginas: 60

Edição: 1

Ano da edição: 2014

Editora: Art Letras Gráfica e Editora Ltda

Autor: Sandra Fayad

Idioma: Português

Tipo de Capa: Royal 250g

por R$ 35,00

Adicionar ao carrinho

A Terra é coberta por água salgada e este planeta azul - repleto de vida marinha - traz consigo mistérios e histórias das mais interessantes possíveis. E por que não uma história contada por uma tartaruga marinha? Oliva, a pequena tartaruga que atravessou o oceano Atlântico, conta sua experiência nas páginas deste empolgante livro. Os cenários, as aventuras e as amizades de Oliva preenchem a vida de uma linda tartaruga marinha que nasceu no Brasil.

As tartarugas marinhas que nascem nas praias brasileiras enfrentam diversos problemas críticos. Existe uma luta muito grande para manter as espécies salvas e Oliva é fruto dessa vitória. Ela venceu as dificuldades, cresceu e conheceu o mundo na liberdade que uma tartaruga marinha merece.

Mergulhe com Oliva e venha conhecer o fundo do mar nessa maravilhosa aventura!

Oliva nasceu no nordeste brasileiro. Durante os primeiros tempos no mar, viajou bastante pelo litoral do Brasil. Visitou todas as praias onde havia bases de monitoramento e preservação das Tartarugas Marinhas. Conquistou amigos por toda a parte. Brincou, estudou e aprendeu a se defender e a respeitar os direitos dos outros como toda criança bem educada.

            Quando já estava mocinha, resolveu viajar pelo mundo. Desejava conhecer a África. Pediu informações a respeito do assunto a alguns jovens que já haviam viajado ao exterior; ouviu os conselhos dos mais velhos quanto aos cuidados que eram necessários e convenientes observar durante a longa travessia de um para outro continente; [...] Depois disso, matriculou-se na academia de ginástica no Poço Pedregoso ao lado da sua última residência e praticou exercícios físicos para fortalecer suas nadadeiras e proteger a cabeça, alongou-se nos troncos das árvores submersas para não ter câimbras. Finalmente, preparou sua bagagem com um punhado de algas, frutas, camarões, pequenos moluscos, e partiu em direção ao continente desconhecido.